CNJ mantém concurso para juiz do TJMG

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julgou, no último dia 17, em Brasília, improcedente a representação feita por candidata no sentido de se anular o concurso para juiz substituto promovido pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

 

A decisão foi tomada em virtude do não reconhecimento da existência das supostas irregularidades apontadas pela representante, como a realização de sessão fechada durante as provas orais; ausência de sessão pública para a divulgação de notas e recursos e a publicação de dois editais.

 

Segundo o conselheiro relator, foram alegações sem elementos comprobatórios, não apresentados inclusive durante a instrução do processo.

 

Assessoria de Comunicação

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.