Tribunal de Contas integra Rede Estadual do Sistema Eletrônico de Informações

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) passa a integrar, a partir desta quinta-feira, 16 de agosto, a Rede Estadual que utiliza o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), formada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais (TJMMG), Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MG) e Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG). 

A assinatura da nova adesão ao sistema foi realizada no Gabinete da Presidência do TJMG, nesta quinta-feira, 16 de agosto. 

O SEI permite a gestão e o processamento eletrônico de documentos, expedientes e processos administrativos. Por dispensar o papel e a impressão, o sistema é mais sustentável e econômico, melhorando o ambiente de trabalho nas secretarias e gabinetes e reduzindo os custos com o armazenamento de documentos. 

O presidente do TJMG, Nelson Missias de Morais, ressaltou a importância da adesão do TCE ao sistema: “Quando estivermos todos integrados, seremos mais eficazes e poderemos prestar melhores serviços aos mineiros”, disse. O presidente afirmou ainda que o SEI é uma ferramenta que chega com o paradigma da busca da eficiência e celeridade nos órgãos públicos. 

O conselheiro do TCE, Cláudio Terrão, comentou que o Tribunal de Contas mineiro tem buscado a adesão à sua rotina de trabalho das melhores ferramentas do ambiente público para gestão de seus documentos. “O SEI já demonstrou ser um sistema racional e eficiente, o que justifica sua incorporação no TCE-MG”, disse. 

O acordo de cooperação técnica foi assinado pelo presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, pelo presidente do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais (TJMMG), juiz James Ferreira dos Santos, pelo titular da Seplag, Helvécio Mirando Magalhães Júnior, pelo procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, e pelo Conselheiro Presidente do TCE, Cláudio Terrão.

Sem papel 

O secretário estadual Helvécio Magalhães ressaltou que o SEI irá eliminar distâncias, já que é um sistema inclusivo. Disse que o Estado já possui em sua base mais de 1,3 milhão de documentos, o que reverte na economia de papel e preservação de muitas florestas. 

O procurador Antônio Sérgio Tonet louvou a ampliação da Rede SEI e comentou que tratativas com a Assembleia Legislativa estão em andamento. Caso firmado um acordo, Minas Gerais terá a mais ampla rede de informações compartilhadas do país. 

O juiz James Ferreira dos Santos frisou a importância dos inúmeros recursos presentes na ferramenta, o que, configura um salto dos órgãos públicos para o futuro. 

TJMG 

Com a implantação do SEI, em dezembro de 2016 no TJMG, apenas na Corregedoria-Geral de Justiça e no Gabinete da Presidência, houve uma redução de 15,99% no consumo de papel, em relação ao ano de 2015. Em 2017, com a o sistema totalmente presente nas unidades administrativas em abril, houve redução de 21,06%, em relação ao ano de 2016. O consumo de papel em 2017 (ano que foi concluída a implantação do SEI) foi o menor apresentado desde 2010.

 

Fonte: Reprodução/Portal do TJMG