Saúde em pauta

ea69f0b3 42ec 485b 8bed b69815470fdc

A manutenção da saúde é o tema do “1º Seminário sobre Saúde de Magistrados e Servidores do Poder Judiciário”, que acontece no dia 28 de março em Brasília/DF, na sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Um dos painéis que integra o evento aborda as formas de financiamento dos serviços de saúde pelos tribunais, como a contratação de planos de saúde e a criação de planos de autogestão.

O coordenador do Comitê Gestor Nacional de Atenção Integral à Saúde de Magistrados e Servidores do Poder Judiciário, instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2015, conselheiro Valtércio de Oliveira, chama a atenção para algumas particularidades em relação à saúde dos magistrados e dos servidores. “Há aspectos preocupantes em relação aos problemas mentais como estresse, depressão e casos de suicídio”, diz.

Ainda sobre o tema, um levantamento divulgado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ) do CNJ em 2017 mostrou que os transtornos mentais e comportamentais foi o quarto grupo de doenças mais expressivo nas ausências ao trabalho naquele ano, com 17.826 ocorrências, correspondendo a 11,8% do absenteísmo-doença.

O Comitê Gestor de Saúde do TJMMG, representado pelo juiz vice-presidente, Rúbio Paulino Coelho; e pela a servidora Rosângela Chaves Molina (RH), engajado na busca pelo aprimoramento e alinhamento com o Poder Judiciário, está presente no evento.

 

Secom/TJMMG com as informações do portal do CNJ