TJMMG recebe representantes dos servidores

IMAGEM SITE TJM

Foto: SINJUS-MG

O presidente do TJMMG, desembargador Fernando Armando Ribeiro, acompanhado pelo corregedor da Justiça Militar mineira, desembargador Rúbio Paulino Coelho, recebeu, na tarde do dia 3 de dezembro, representantes do Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância do Estado de Minas Gerais – SINJUS-MG.

O coordenador-geral do sindicato, Alexandre Pires; e a diretora de Assuntos Sociais, Culturais e de Saúde, Adriana Teodoro; compareceram na sede do TJM para tratativas relacionadas ao combate e medidas preventivas ao Covid-19.

O presidente, na ocasião, esclareceu que a sua gestão acompanha questões relacionadas aos direitos dos servidores e sempre será receptiva à interlocução com os sindicatos.

O Sinjus-MG apresentou sugestões para o aprimoramento das medidas de prevenção e combate em tempos de pandemia, com vistas à maior tranquilidade dos servidores. “Neste momento de pandemia, o diálogo torna-se ainda mais importante, pois estamos falando das vidas dos servidores, dos seus familiares e também dos funcionários terceirizados, estagiários e juízes militares.O presidente Fernando Armando Ribeiro se mostrou aberto às nossas sugestões e realmente atento com as condições de trabalho no TJMMG”, ressaltou o coordenador-geral do SINJUS, Alexandre Pires.

O desembargador corregedor, Rúbio Paulino, destacou que as chefias têm autonomia para adotar as medidas conforme a necessidade de servidores como, por exemplo, dando mais flexibilidade àqueles com filhos em idades escolares.

“Com a curva de novos casos e de internações pela Covid-19 voltando a acelerar em Belo Horizonte, pedimos ao TJM que reforce com as chefias a importância do rigor nas medidas de prevenção. Tivemos uma reunião construtiva e o presidente Fernando Ribeiro reafirmou o compromisso com a saúde dos servidores”, complementa Adriana Teodoro.

Concurso

No encontro ainda foi esclarecido ao sindicato que o concurso público será realizado assim que ocorrer a unificação dos cargos da Justiça Militar de Minas.

 

SECOM-TJMMG com informações do SINJUS-MG