CNJ realiza pesquisa de prevenção ao assédio e discriminação no Judiciário

270821 CNJ assedio moralimg site

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Assédio e da Discriminação do Poder Judiciário, realizará pesquisa nacional com o objetivo de diagnosticar casos de assédio e/ou discriminação eventualmente praticados contra magistrados, servidores, colaboradores e estagiários.

 A pesquisa é uma das ações do Conselho com o objetivo de dar cumprimento à Resolução nº 351/2020, e será aplicada de 22 de novembro a 3 de dezembro de 2021, com preservação do anonimato dos respondentes. As respostas obtidas serão fundamentais para o direcionamento das próximas ações do referido Comitê a fim de promover o trabalho digno, saudável, seguro e sustentável no âmbito do Poder Judiciário. Podem participar magistrados(as), servidores(as), estagiários(as) e colaboradores(as) terceirizados(as) que receberão, pelos canais de comunicação interna do tribunal, link específico para acesso à pesquisa.

Secom/ TJMMG